logotipo sobre relacionamento

Home | Sobre | Contato | p/Solteiras

2° Ingrediente: Respeito de cultura – Encare o segundo desafio

Como Conquistar Um Homem
Eis que chegamos no nosso segundo sábado da jornada que vai levar 7 sábados para ser completada e hoje vamos falar do respeito da cultura da pessoa que você ama. Para quem está chegando agora e pegou o barco andando, saiba que há 3 semanas avisamos que iria começar uma jornada de 7 sábados para a fórmula do amor e que a cada sábado teria um desafio que a pessoa deveria colocar em prática. No final de todos estes sábados, se você cumpriu à risca e aceitou os desafios, você terá todos os 7 ingredientes necessários para ser feliz no amor. Sábado passado falamos sobre o primeiro ingrediente, que é a responsabilidade pessoal, e eis que agora estamos prontos para mostrar para você o segundo, então leia.
Todos nós temos uma história em nossas vidas. São fatos que aconteceram durante todo o tempo em que vivemos e experiências que experimentamos até aqui e que moldam o nosso caráter a nossa maneira de ver as coisas. Do mesmo modo que você tem a sua cultura de ser, a pessoa que você ama também tem a dela. E digo mais: A pessoa amada viveu uma vida diferente da sua, então não há como esperar dela as mesmas reações que você. Mas onde eu quero chegar?

2° Ingrediente: Respeito de cultura – Encare o segundo desafioNão é preciso ter muita experiência para saber que seu relacionamento nem sempre irá lhe motivar. Na realidade, muitas vezes ele irá lhe desmotivar e muito, com mais frequência do que você gostaria. Parecerá difícil encontrar inspiração para demonstrar amor.

Talvez há situações que a pessoa amada nem receba o seu amor quando você tenta expressa-lo (leia o que é o amor inteligente). Mas essa é simplesmente a natureza da vida, mesmo em casamentos e relacionamentos saudáveis.

“Só porque uma pessoa não te ama como você gostaria, não significa que não te ame com tudo que pode”

Se você ainda não está entendendo, saiba que o modo como você foi criado e tudo que viveu faz você agir de um jeito quando, por exemplo, a pessoa amada lhe elogia. Alguns agradecem com uma grande gratidão nos olhos e outros só falam “valeu!” da maneira mais fria possível. Mas isto não significa que a pessoa não tenha gostado do elogio ou que não goste de você. Aliás, isto quer dizer que ela tem a própria forma dela de aceitar o elogio recebido. Imagine uma pessoa que tenha crescido sem nunca ouvir um bom dia dos pais ou sem nunca ter tido uma festa de aniversário ou sem nunca ter sido elogiado por alguém da família, será que esta pessoa reagiria do mesmo jeito que outra que sempre recebeu café na cama todo dia de manhã e que sempre ouvia dos pais o quanto era amada? A resposta é NÃO. As pessoas reagem de acordo com a sua cultura interna e tal cultura é formada ao longo dos anos de acordo com as experiências que esta pessoa passou. Então se alguém não te diz “eu te amo” toda hora, não necessariamente esta pessoa não gosta tanto de você quanto você acha. Aliás, esta pessoa pode te amar muito mais do que você imagina, mas ela tem uma maneira diferente de você de demonstrar isso.

Apesar dos temperamentos e emoções criarem motivações oscilantes, certamente o amor permanecerá no mesmo lugar o tempo inteiro.

Quando você era criança, seus pais certamente estabeleceram regras para você seguir. Você tinha hora para dormir; seu quarto tinha de ser mantido limpo e etc. Se você foi igual a maioria das pessoas, você se acostumava com essas regras à medida que às obedecia. E provavelmente você não as obedeceria, de modo algum, se não fosse motivado pelas imposições que, uma vez desrespeitadas, traziam consequências sérias, tal como uma surra de cinto, por exemplo.

Do mesmo modo que você teve sua criação, a pessoa amada também teve a criação dela, então não espere que ela reaja às coisas da vida igual a você reage. Então, se você está cansado do modo tão breve como ele(a) lhe trata, e da maneira como atende ás suas necessidades, deixando, ás vezes, a desejar, não reaja com uma dose dupla de ignorância, silêncio, desatenção, mostrando vingança, pelo contrário: Mude e Ame assim mesmo (O amor é incondicional).

Quando o amor é motivado por pura obrigação, não permanece por muito tempo. Assim como também o amor que é motivado somente por condições favoráveis não vai muito longe. Você deve amar o outro de qualquer jeito, respeitando a cultura da pessoa e o modo como ela age diante das coisas da vida. É lógico que tem gente que está se comportando de maneira errada, mas também tem gente que só está sendo o que é, pois passou por coisas diferentes de você. Mudar é preciso sim, mas começa em você (leia sobre a síndrome de Gabriela).

2° Desafio: A partir de hoje você vai procurar entender porque seu amor é do jeito que é e, se você descobrir que o motivo é por causa das experiências de vida que essa pessoa teve, você vai procurar entender.

Se você não entender o jeito da pessoa que você ama, que futuro você terá com ela?

Apenas uma observação: Se a pessoa é violenta, alcoólatra, abusiva, cruel e outros adjetivos que nem vale apena citar por aqui, é lógico que você não tem que tentar entender nada, pois neste caso não se trata de algo saudável que você pode aceitar naturalmente. Sei que nem precisava dizer isso, mas para os mais desavisados é sempre bom falar.

PEGUNTA AO LEITOR

Você está preparado para entender a cultura de quem você ama?

Abraços e até o próximo ingrediente com o próximo desafio.

*Você se sentiria feliz em compartilhar este artigo?

Somente clique no botão se
você nunca foi feliz no amor!

2 comentários:

Cuidado com palavrões e ofensas de qualquer tipo discriminatório.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.