logotipo sobre relacionamento

Home | Sobre | Contato | p/Solteiras

A "liga torta" da paixão

Como Conquistar Um Homem
Outro dia estava conversando com o mesmo amigo que me inspirou a escrever os 7 segredos para acabar com a timidez, aí ele me perguntou algo que achei muito interessante, ele falou com essas palavras: “Já falastes alguma coisa no teu blog sobre essa ‘liga torta da paixão’?”. Achei o que ele disse interessante para elaborar um título, então pensei: - A liga torta da paixão? Caramba!! É perfeito. Vou escrever então nas próximas linhas algo a respeito de como as pessoas se enganam por estarem apaixonadas e como elas muitas vezes confundem amor com paixão. Apesar de já ter escrito algo semelhante aqui no blog em Amor x Paixão, dessa fez o enfoque será um pouco diferente. Vamos ao texto.

É comum as pessoas acharem que estão amando outra pessoa quando sentem uma grande emoção/queimação dentro de si. Infelizmente a grande maioria das pessoas estão apenas desfrutando de um forte sentimento, mas não necessariamente estão amando.

A paixão é destruidora, enganadora, faz com que fiquemos mais cegos do que quando amamos, pois quando amamos não enxergamos o defeito dos outros, mas quando estamos apaixonados, além de não enxergar também estes defeitos, deixamos de enxergar até mesmo os nossos.

a liga torta da paixaoA paixão é aquela que faz a pessoa ser possessiva, obsessiva, controladora. Quem está apaixonado muito frequentemente vive se enganando com relação ao que realmente sente e confundi facilmente isso com amor. O amor verdadeiro não apresenta condições e é isento de culpa, mas a paixão é condicional e torna a pessoa quase uma criminosa sentimental e, muitas vezes até, criminosa no sentido literal da palavra. O blog sentimento calmo fala um pouco sobre o amor incondicional, vocês podem dar uma olhada.

Quando eu estudava no Instituto Federal do Pará aconteceu uma situação ligeiramente engraçada, mas que ilustra muito bem o que estou dizendo:

(Preservarei nomes para não constranger os envolvidos)

Eu tinha um amigo que, na época, foi escolhido com o titulo de “O mais belo da instituição” e nós vivíamos juntos, pois eu estava ensinando matemática para ele. Estudávamos na parte da tarde, mas passávamos a manha inteira na instituição para estudar. Certo dia uma amiga minha chegou comigo aflita, quase descontrolada, dizendo o seguinte: “Alan, eu acho que to amando seu amigo”. Eu disse que era impossível, pois ela havia acabado de conhece-lo havia algumas semanas, mas ela não deu ouvidos ao que eu disse e estava se sentindo muito ansiosa, e aflita, dava pra ver nos seus olhos como ela tava descontrolada sentimentalmente por “achar” que estava amando meu amigo. 

Ele, como eu disse anteriormente, ganhou o título de “o mais belo”, devido a um concurso de beleza que houve com alguns rapazes da instituição que se propunham a desfilar na passarela para os jurados. Como ele ganhou, rapidamente toda a instituição ficou sabendo dele, principalmente as garotas, que toda hora jogavam chamegos na sua direção.

Minha amiga era só mais uma querendo um pouco de atenção dele, mas ela estava muito confusa quanto aos seus sentimentos. Eu conversei com ela e mandei-a tirar da cabeça tudo aquilo que ela estava pensando, mas a teimosa não me deu ouvidos.

Meu amigo nunca deu bola pra ela e eles nunca tiveram nenhum envolvimento, mas aquele sentimento que ela tinha a fez ficar, pelo que pude perceber, aflita e ansiosa. Mas eu sabia que aquilo não era amor como ela afirmava, tinha outro nome: Paixão.

Dois anos haviam se passado desde o que havia acontecido e certo dia eu estava com esta minha amiga e me deu a curiosidade de perguntar: - E aí? Você se convenceu que o que sentia pelo meu amigo não era nada de amor?  Ela respondeu que aquilo havia sido uma imaturidade da parte dela e que hoje nem conseguia imaginar como pôde pensar que estava amando.

Como você pode ver, a paixão é enganadora e pode trazer a maior confusão dentro da cabeça de quem nutri este sentimento. Existem certas horas que é preciso avaliar se a emoção não está ultrapassando os limites da razão. Veja também Razão X Emoção.

Se você já tentou de tudo para esquecer esta pessoa, mas até agora não conseguiu de jeito nenhum, clique no link abaixo.

>>> Aprenda como esquecer essa pessoa definitivamente

Att,
Alan Ribeiro

*Você se sentiria feliz em compartilhar este artigo?

Somente clique no botão se
você nunca foi feliz no amor!

4 comentários:

  1. Em nome do Sentimento Calmo agradeço imenso a referência ao nosso site. E aproveito também para dizer que gostei bastante do seu artigo, tanto como o trabalho excelente que tem vindo a desenvolver neste site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que esteja gostando dos artigos e quero lhe dizer que sempre que possível irei citar algumas de suas postagens para complementar algo que eu tenha escrito. Um grande abraço!

      Excluir
    2. Esteja atento ao artigo de amanhã do Sentimento Calmo que também terá lá indicação para um artigo seu. É importante que sites dentro da mesma área se possam complementar e ajudar mutuamente, é benéfico para ambos.

      Continuação de um excelente trabalho.

      Excluir
    3. Com certeza! Concordo com seu ponto de vista. Irei olhar seu site amanha sim. Um grande Abraço!

      Excluir

Cuidado com palavrões e ofensas de qualquer tipo discriminatório.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.