logotipo sobre relacionamento

Home | Sobre | Contato | p/Solteiras

Resposta aos comentários do artigo "8 comportamentos que tiram o valor de uma mulher"

Como Conquistar Um Homem
Depois de tanta repercussão ao artigo sobre os 8 comportamentos que tiram o valor de uma mulher, recebi orientações de muitos amigos para fazer uma resposta aqui. Certamente tamanho alcance como este não era por mim esperado e muito menos as várias reações negativas a respeito do mesmo, pois tem artigos por aqui bem mais polêmicos, podemos dizer assim, que este. Este artigo foi escrito há mais de 1 mês e só agora tomou este corpo. Não sei porque não tomou antes, mas isto não vem ao caso.

Antes de mais nada, gostaria de pedir desculpas. Não por ter a opinião que tenho a respeito do que foi escrito, pois todos tem direito de manifestar a sua opinião, mas por escrever do jeito pouco comedido que escrevi no artigo. Alguns amigos costumam dizer que sou muito direto quando manifesto meu ponto de vista sobre o assunto e isso com certeza, neste artigo, foi um erro e por isso peço desculpas de novo. Aprendi com este erro!

O fato de eu ter sido muito objetivo e muito direto sobre o que escrevi fez com que muitas pessoas entendessem coisas de maneira equivocada. Eu não expliquei o porquê das 8 afirmações daquele artigo, apenas afirmei, e isto foi um erro tremendo de minha parte, pois abriu brechas para muitas compreensões erradas de muitas pessoas. Muitas mulheres se sentiram ofendidas e não foi esta a minha intenção.

Então vamos considerar este novo artigo aqui como uma explicação do porquê eu penso daquele jeito. Uma explicação mais detalhada e um pouco mais sensata e com palavras mais adequadas. Farei isto respondendo aos vários comentários que tive. 


Respondendo comentários comuns


"A mulher não é objeto ou mercadoria para ter valor ou não"

Muita gente comentou e me mandou e-mail dizendo isto. O primeiro ponto a destacar aqui é a palavra "valor". O valor é o modo como algo ou alguém é percebido. Eu sou estudante de administração e posso com toda propriedade dizer uma coisa a respeito deste termo: Valor é diferente de preço.

As pessoas entenderam como se eu estivesse falando que a mulher tem preço, mas não foi isso que eu quis dizer. Vamos entender melhor isso. Um objeto ou mercadoria tem um preço e um valor. Mas uma pessoa, uma mulher, não tem preço, apenas valor.

Mas qual a diferença entre preço e valor? O preço é quanto se paga por algo e o valor é o que se percebe daquilo que está sendo analisado.

Por exemplo: quanto você pagaria por uma garrafa de água? Aqui onde moro é vendida por R$ 1,00. E aposto que se alguém quiser vender por 5 reais ninguém vai querer pagar este preço, pois não enxerga que uma garrafinha de água venha a valer isso tudo. No entanto, se você estiver em um deserto e a única pessoa que vende água por perto lhe cobrar R$ 20,00 reais por uma garrafinha, você compraria. E por que? Porque você verá mais valor nela.

Foi isso que quis passar! Toda mulher tem um valor (e não um preço), mas muitas se comportam de maneira a perder este valor. E, neste caso, o valor está em ser percebida como uma moça para passar a vida inteira e não apenas para passar uma noite. Se os homens te veem apenas como uma mulher que passariam uma noite, então você está tendo o valor que você tem diminuído. E foi isso que eu quis dizer. 

"Então a mulher tem que fazer tudo isto aí? E os homens também não tem não?"

Muitas ao ler o artigo pensaram que meu pensamento sobre as mulheres não se estenderia para os homens. Erraram. O homem também tem que se valorizar. Eu não acho que homem tem que ficar saindo por aí e pegando todas. Eu não tenho esta mentalidade. Na verdade, se você quiser realmente saber o que penso de como o homem deve se comportar em relação a uma mulher, basta ler um artigo que escrevi em 2013 intitulado "A mentalidade que todo homem deve ter". Leia e entenderá que esta afirmação acima não condiz com meu pensamento.

"Artigo muito antiquado com ideias do século passado"

Atualmente o mundo está de ponta cabeça. As pessoa acham que os valores do século passado não valem mais nos dias atuais. Não é bem assim. O pensamento de hoje é muito pior do que os do século passado. A modernidade não precisa fazer com que uma mulher perca o seu valor. Hoje em dia se você diz para uma mulher se valorizar, ela chama isso de machismo. Se você fala para ela se guardar para o casamento, ela chama isso de coisa retrógrada. Se você fala para ela não sair transando com qualquer um, ela diz que o corpo é dela e faz o que ela quiser. E embora o corpo seja dela mesmo, você não pode culpar alguém por querer te avisar de um tamanho erro que você está cometendo na sua vida.

Um amigo de verdade não é aquele que passa a mão na sua cabeça, mas sim aquele que te avisa do perigo quando você está perto de fazer uma besteira enorme com sua vida.

Recebi emails de moças que leram o artigo dos 8 comportamentos me dizendo que "dão para todo mundo e não tão nem aí". Desculpe, mas se você é uma mulher que tem esta opinião e faz tais coisas, além do risco que você está correndo de pegar uma doença, pois mesmo de camisinha você pode se ferrar todinha, você ainda vai sofrer muito no futuro quando perceber que os homens que te querem não valem à pena. E não vai ser por falta de aviso.

"Mulheres tem que ter direitos iguais aos dos homens e liberdade para fazer o que quiserem"

De fato eu concordo com a afirmação de que as mulheres tem que ter direitos iguais ao dos homens. Em nenhum momento eu disse o oposto. As mulheres tem ganhado seu espaço no mercado de trabalho e em outros locais e merecem isso. Merecem ganhar tanto quanto os homens e ter as mesmas oportunidades.

Mas não confunda direitos iguais com comportamentos iguais. Você lutar pelo seu espaço na sociedade tanto quanto um homem é ótimo. Mas você lutar para querer parecer um homem imitando o comportamento de um é um erro horrível da sua parte. Você vê um monte de homens todos errados querendo pegar todas e aí você vai querer sair por aí querendo transar com todos? Eu acho que não é bem por aí.

Você tem liberdade de fazer o que quiser, mas lembre-se que todo comportamento tem uma consequência e nada muda uma lei natural da vida: A lei da semeadura.

E esta lei diz o seguinte:

O que você plantar você vai colher.

Os homens que vivem uma vida promíscua vão colher muito sofrimento quando lá na frente perceberem que ficaram com várias, mas quando chegam em casa a noite não tem nenhuma que lhe amem.

E mesmo que estes homens se casem, vão acabar colhendo traições e desilusões dentro de seus relacionamentos, pois quem tem o comportamento de traição e falha no caráter não muda só porque se casou. Quem trai a namorada hoje vai trair a esposa amanhã. E quem trai hoje provavelmente também será traído amanhã.

Se você quer seguir pelos mesmos caminhos deles, então vá em frente, mas seu futuro amoroso não será dos melhores. Mais uma vez eu te digo:  Você é livre para fazer o que quiser, mas o seu comportamento de hoje vai dar frutos que você vai colher amanhã. A questão é: que tipo de fruto você quer colher? Bom ou ruim?

"Eu não vou seguir regras ditadas por listas e padrões"

Você já segue. Você cresceu seguindo-as. Nosso mundo é cheio de regras e se elas não existirem tudo se corrompe. Temos as leis jurídicas que regem nossa vida, mas também temos os padrões familiares e a maneira como fomos criados. A sua personalidade é o resultado de uma série de regras e padrões da sua vivência até chegar a ser o que você é hoje.

Aquela lista do meu artigo não era uma receita de bolo. Eu só falei o que eu penso. Fui muito direto e me expressei inadequadamente, mas falei o que pensava.

A vida não é uma receita, mas existem coisas tão básicas que estão tão na cara que não dá para ignorar. Eu posso listar aqui uma lista pequena que não tem como você discordar. Poderia chamar esta lista de "as 5 coisas que todo ser humano deveria fazer sempre". Veja só:

  1. Fazer o bem;
  2. Cuidar bem dos seus amigos;
  3. Não maltratar os animais;
  4. Dar valor aos seus pais;
  5. Ser justo em todas as situações;
Você pode me dizer que esta lista não deve ser seguida? Mesmo você que não pratica tais coisas, ainda assim, você sabe que elas são coisas corretas e que você tem que segui-las. Ou seja, você está seguindo padrões.

Se você fizer o contrário de tudo isso nestes 5 tópicos desta lista, você vai sofrer amargamente. E você também não pode discordar disso. A questão é que nestas 5 coisas você tem conhecimento de que são verdades, mas nos 8 comportamentos que eu citei a maioria das pessoas não os toma como uma verdade para si. E eu não posso fazer nada em relação a isso porque você decide no que acreditar. Mas os resultados das coisas que você acredita virão em breve e você vai ver se são bons ou ruins.

Se não está entendendo direito, vamos tomar o exemplo de um tópico acima: Fazer o bem.

Se você decidir que não vai seguir isso, que você vai fazer o mau ao invés do bem, então como será a sua vida se tudo que você fizer serão coisas ruins? Você pode me dizer que ao fazer tais coisas vai ter uma vida feliz? Se você ainda está em dúvida, vamos pegar o exemplo de um bandido.

Qual o fim que todo bandido tem por fazer o que faz? Ou ele é morto ou ele é preso. Eu não consigo ver nenhum fim bom para a vida de um bandido. E você sabe disso. E é por isso que você não age deste jeito.

É aqui que reside a questão principal:

Tem coisas que você já sabe qual fim vai ter e por isso não faz. Mas tem coisas que você ainda não sabe e por isso faz. Mas lá na frente, sabendo ou não, vai colher os resultados disso e é aí que você vai refletir se o que falei no dito artigo estava certou ou não.

"Você é muito machista"

Tomei a liberdade de pegar a definição de machismo no Google. Veja a imagem abaixo:

Não acho que nada que escrevi, segundo esta definição, me taxe como machista. Eu não tenho exagerado senso de orgulho masculino e tão pouco ajo com agressividade por ser homem. Mas também não dou muita importância para isto, uma vez que você não me conhece, mas meus amigos me conhecem. Eles sabem do meu modo de pensar e em nenhuma ocasião nenhuma das colegas que me conhecem se sentiram ofendidas por mim ou por alguma coisa que eu tenha dito a respeito disso.

Algumas pessoas dizem o seguinte: "Eu não me importo com o que pensam de mim". Mas na hora de provar isso, a coisa muda de figura. Muitos já teriam apagado o artigo anterior do site e tudo voltaria ao normal em pouco tempo, mas eu mantenho o artigo porque não tenho do que fugir. Dei minha opinião e aqui estou dando a minha cara a tapa. Isso se chama personalidade e não machismo. 

"Mulher não tem forma certa ou errada de se comportar"

Depende. Se ela acha que é certo sair com qualquer um, ter relações sexuais com qualquer um, então na cabeça dela ela está certa. Mas não se trata de achar. Se trata de resultados. Eu recebi emails de moças me dizendo que eram felizes adotando este tipo de comportamento, mas eu me pergunto uma coisa: Até quando?

Porque é muito fácil ser feliz agora, enquanto você quer só curtir, mas um dia você vai começar a amadurecer, tanto mentalmente como fisicamente. Um dia seu corpo não será mais o mesmo e você já não poderá mais gozar deste mesmo comportamento e desta mesma vida e é aí que você vai querer ficar com alguém que te ame, que te valorize e te dê amor e carinho. Um dia você vai querer um homem de verdade, um bom marido, um bom pai para seus filhos e um parceiro para todas as horas. Mas, quando este dia chegar, talvez você não possa aproveita-lo, pois estará colhendo os frutos do seu comportamento de agora. E é neste dia que você talvez se queixe de que não há homens românticos ou que valem à pena. Na verdade, até haverão, mas não foi isso que você plantou então não vai ser isso que vai colher.

Um dia ouvi uma conversa de uma tia minha falando da época da escola. Ela citou que havia uma amiga dela que ficava com todos os garotos e que todos a desejavam. Mas que 20 anos depois esta moça estava sozinha, nunca casou. Eu acho que este não era o fim que ela queria para vida dela. Mas ela só está colhendo o que plantou.

E mesmo no presente, no hoje, no agora, este comportamento pode afetar uma mulher (se é que já não está afetando). Eu acho muito difícil que uma mulher que gosta de "curtir" do jeito que foi falado nos comentários tenha de fato uma vida plena e satisfatória. Não é esta a realidade que eu vejo. O que eu vejo são mulheres tristes, infelizes porque foram usadas e porque não são tratadas da maneira que merecem. É como se "curtir" fosse uma maneira de fugir do real problema que elas enfrentam.

"Tem gente que não pensa em casar, que não tem este pensamento 'tradicional'."

Quando eu começo a falar do assunto, normalmente alguém fala isso:

Não é todo mundo que quer casar e ter filhos, Alan. Algumas pessoas não veem felicidade nisso e sim em ficar solteiras para sempre.

Aqui é uma questão pura e simplesmente de opinião. Se você não quer casar hoje, pode ser que queira amanhã. E talvez de fato nunca queira, mas você não vai querer ficar sozinha para sempre. Mas o mundo está cheio de pessoas que se arrependeram de nunca ter se casado e hoje não tem ninguém.

"Quem é você para dizer o que é certo ou errado?"

Eu não sou porcaria nenhuma. Na verdade, eu sou menos que nada. Me recolho à minha insignificância. Alguns pensam que eu escrevi o artigo para me promover ou para conseguir meus 15 minutos de fama. Besteira. Quem persegue estas coisas luta por algo muito pequeno na vida. Desde muito tempo eu só penso em uma coisa: Ajudar as pessoas.

Este não é o único projeto que tenho. Não é o único site que administro. E em todos eles busco ajudar as pessoas de alguma forma. Alguns com empreendedorismo e outros com administração ou assuntos variados. Este aqui busca ajudar na vida sentimental e tem ajudado, principalmente porque recebo emails de muitas mulheres e homens agradecendo pelo que tenho feito. Principalmente aqueles que se inscreveram no meu curso grátis que dou por email e que você pode se inscrever também em algum destes formulários espalhado pelo site.

Eu não me importo com nada. Não me importo com o que pensam de mim e tão pouco com minha imagem. É possível que quando volte as aulas na faculdade muitos passem a me odiar pelo que escrevi e até que eu perca alguns colegas, mas eu também não me importo com isso. Aprendi que se Deus está comigo, não importa se o mundo está contra mim. Eu sei em quem eu tenho crido e isto para mim basta.

"Cuidado com o que tu pregas para estas mulheres."

Recebi um e-mail falando isso e achei interessante que se o que eu falasse fosse que toda mulher tem que curtir, tem que sair mesmo e transar com todo mundo eu não receberia tantas críticas do que ao falar que uma mulher perde o seu valor quando se comporta de tal maneira.

É uma pena, mas o mundo está de ponta cabeça mesmo. Dizer para uma mulher se valorizar é motivo para ser xingado e dizer para uma mulher ser promíscua é motivo para ser exaltado.

E isso pode ser visto muito claramente, pois uma destas subcelebridades, o Felipe Neto, compartilhou a minha postagem me criticando e falando que era uma imbecilidade e ainda dizendo que a mulher tinha mesmo era que dá pra quem ela quisesse. E o que eu vi foram mulheres batendo palma para uma afirmação dessas. Isso é muito sério. Um cara fala que você deve sair tendo relações sexuais com todo mundo e você  diz amém. E aí me pergunto mais uma vez onde o mundo vai parar. A afirmação dele sim joga na lama todo o valor que a mulher tem e não o meu artigo.

"A mulher não tem que ser prêmio nenhum"

Muita gente comentou isso. Mas você já parou para pensar o que é um prêmio? Prêmio é algo difícil ou fácil de se conseguir? Até onde eu sei, só ganha um prêmio quem é merecedor. O prêmio é algo que dá trabalho. A pessoa tem que se esforçar muito para ganhar o prêmio.

Ganhar o prêmio de um campeonato esportivo, por exemplo, exige muito esforço e dedicação dos seus atletas. Muitos querem o prêmio, mas poucos conseguem.

Dizer que uma mulher tem que ser um prêmio é dizer que ela tem que ser difícil de ser conquistada. É dizer que o homem que a quer tem que se esforçar muito por ela. Ele tem que dá o seu melhor, o seu suor. Não é qualquer um que pode conquista-la, pois ela não é qualquer uma. Se uma mulher se coloca no lugar de prêmio, ela está numa posição muito difícil de ser alcançada. E só pensa o contrário a mulher que quer ser alcançada facilmente.

O prêmio para um estudante do médio é passar na faculdade. E para isto ele tem que ralar muito. Não é qualquer um que passa na faculdade. E quanto mais valor tem uma faculdade, quanto mais conceituada e respeitada ela é, mais difícil é conseguir este prêmio e mais esforço precisa ser empregado pelo estudante.

Do mesmo modo, mulher, você tem que ser tão difícil quanto passar no vestibular.

Mas você talvez diga que não quer ser o prêmio, que este é um termo e uma analogia machista. Ok, mil desculpas por isso. Mas se você não quer ser o prêmio, que se conquista com dificuldade e esforço, você quer ser o quê?

Digo isso porque o prêmio é algo que exige muita luta para se ter, mas oposto disso é algo que não exige nada para se conquistar. É algo que vem fácil. Poderia usar como analogia o pão.

Veja o pão. Você encontra em todo lugar. É barato. A pessoa não dispende de esforço para conseguir um pão. Basta ir numa padaria mais próxima, comprar um e comer.

Não, você não quer ser um pão! Você não quer ser tão fácil quanto é comprar um pão! Então pense nisso, caso não tenha entendido a minha analogia do prêmio.

"Eu faço sexo com qualquer um e sou muito feliz"

Eu não esperava comentários como este. Mas houveram. Só que eu já lidei com muita gente que me falava isso e quebrou a cara depois. Esta sensação de felicidade, na minha opinião, é uma ilusão. Você pode até achar que é feliz agora e que faz o que der na telha. Mas eu não creio que isto se manterá por muito tempo. Um dia provavelmente você vai se arrepender deste comportamento.

Isso sem contar em tudo que você se expõe ao se comportar assim. Principalmente DSTs e gravidez. E não adianta dizer que se protege com camisinha. Ninguém prever quando uma camisinha vai estourar. É uma roleta russa, minha amiga. O único sexo seguro é o sexo com o seu cônjuge. Isso se os dois forem fieis um ao outro, caso contrário, nem assim você estará segura. 

"Não tenho que agradar a homem nenhum"

De fato não tem. Mas um dia você vai amar alguém e vai querer agradar este alguém, isto é inegável. Quando isto acontecer, você irá querer que este alguém valorize as coisas que você fizer por ele. Mas este comportamento já é bom que comece agora, enquanto você ainda não tem ninguém. E, se tiver alguém, este comentário é inútil da minha parte.

"O valor de uma pessoa está no caráter e não no modo de se vestir"

Verdade. Eu não tenho o que questionar disso, mas como foi muito comentado, creio que as pessoas não entenderam o que eu quis dizer a respeito de decotes e roupas insinuantes.

Sei que muitas mulheres usam decotes, minissaias e roupas deste tipo em questão. E sei que as que me criticaram ficaram revoltadas por eu falar do jeito que falei. Mas o meu raciocínio é o seguinte:

Você quer ser feliz ao lado de um homem bacana, que te valorize, não quer? Sim, é possível que um homem te queira e te faça feliz mesmo você usando roupas assim como as citadas. Mas neste caso, tenho que analisar de dois pontos de vista diferentes.

Ponto 1 - Meu ponto de vista para as solteiras

Se você é solteira e usa tais roupas, saiba que você está passando uma imagem inadequada de si mesma. Os homens são muito visuais e vão te desejar ardentemente por conta das suas roupas. Talvez você diga que se sente bem assim, mas eu não estou aqui questionando a forma como você se sente, mas sim os homens que você vai atrair deste jeito.

Um homem cafajeste e que só quer diversão vê em mulheres que se vestem deste jeito uma oportunidade de ter sexo e apenas isso. Se vestindo deste jeito você chama atenção de todos os homens, mas principalmente são os cafajestes que vão tentar algo contigo. Você não quer isso! Aliás, pode até querer, mas o problema é que os cafajestes não vão querer só você. Assim como eles olharam para suas curvas, vão olhar para a curva de outras e outras e mais outras. É este o tipo de homem que você atrai sendo solteira. Se você quer este tipo de homem na sua vida, então vá em frente. A escolha é sua.

Ponto 2 - Meu ponto de vista para as que tem um relacionamento

Recebi uns 2 e-mails de mulheres dizendo que se vestem com decotes, minissaias e tal e que seus namorados gostam e a apoiam e elas não tem brigas com eles por conta disso.

Levando em consideração os mais de 1 milhão de acessos que teve o meu artigo, creio que 2 e-mails sobre isso não fazem muito barulho, mas não vou descarta-los. Vou analisar com base neste ponto de vista.

Vamos supor que o seu namorado aceite isso de boa (a maioria não aceita e você sabe e já deve até ter tido brigas com algum por conta das suas roupas). Mas na rua você vai receber olhares. Na rua você vai receber cantadas de homens. Algumas muito nojentas. Na rua homens vão ficar olhando para você e te querendo intensamente com os olhos. Mesmo seu namorado te aceitando deste jeito, será que é justo com ele isso?

Será que é justo mostrar para todo mundo algo que deveria ser guardado para o seu parceiro?

E se algum homem te cantar quando vocês dois estiverem juntos por causa da sua roupa? E se algum deles for muito atrevido e não se importar com seu namorado presente? Seu namorado vai gostar disso? Seu parceiro vai gostar disso? E se os dois saírem no soco por causa disso? Você tem noção que já houveram casos extremos até de morte do namorado por conta de uma briga causada por uma mulher vestida deste jeito quando um outro homem veio canta-la na frente do parceiro?

Você se expõe de muitas formas a coisas ruins ao se vestir assim. Este é o meu pensamento. Não precisa toma-lo como verdade, mas agora você ao menos entendeu o porque da minha afirmação.

"Então quer dizer agora que eu não posso ter amigos?"

Muitos comentaram isso por conta da minha afirmação sobre viver rodeada de homens e frequentar casa de homens.

Eu não falei que a mulher não pode ter amigos. Não tem como não ter amigos do sexo oposto, isto é impossível. O que não é adequado para uma mulher é ser vista o tempo todo cheio de homens ao redor. E eu não falo isso das mulheres que trabalham ou estudam com homens, isso é normal.

Recebi um email de uma moça que disse fazer engenharia e que na sala dela são 23 homens e apenas 3 mulheres. Ora, isso é muito bacana. Isso sim é lutar por direitos iguais e o que eu falei não se aplica aqui e nem em outra situação semelhante.

Este foi meu erro. Eu fui direto e não expliquei a coisa, o que fez o artigo ficar muito generalizado. Peço desculpas por isso de novo. Não foi minha intenção.

Também não foi minha intenção rotular ninguém. Longe de mim fazer isso. Esses dias eu vi o ódio das pessoas sobre mim por conta de pensarem justamente isto. Mas aprendi uma coisa com este artigo que escrevi: Aprendi que devo ser mais humilde nas minhas colocações e respeitar mais a forma como os outros pensam e levam a sua vida. Mas não me culpe por ter personalidade. Eu poderia ter editado o artigo original e mudado tudo. Poderia ter me saído desta repercussão facilmente, mas isso não é coisa que se faça. Eu não fujo de nada na minha vida e não será agora que isto irá acontecer.

Quando eu falo sobre a questão dos homens, digo que não é bom você, em situações cotidianas que não condizem com sua vida profissional ou estudantil, estar o tempo todo cercado de homens. Não dá para explicar exatamente ao certo isso. O que você tem que fazer é perguntar para alguns homens o que eles acham de mulheres que sempre procuram estar rodeada de homens. Pergunte isso e a resposta vai fazer você entender o porque da minha afirmação.

"Eu falo nomes, palavrões e o que eu quiser"

Tudo bem, a boca é sua e o linguajar é seu. Eu fui criado num ambiente onde dificilmente se ouvia isso. Minha mãe não chama palavrões e eu não lembro de uma vez sequer que ela tenha feito isso. Minha vó também não, embora eu já tenha ouvido poucas vezes na vida ela deixar passar algum.

Eu acho que o palavrão diminui muito uma pessoa. Não é necessário usar palavrões para expressar opiniões ou fazer expressões. E a prova disso é que se você estiver com seu filho de 2 anos na frente de algumas visitas dentro da sua casa e ele chamar um palavrão, você vai morrer de vergonha e procurar um buraco para se enterrar. Você mesma não quer que ele aprenda tais coisas. E eu mesmo já presenciei mães batendo na boca dos filhos quando estes falavam um palavrão, que, aliás, aprenderam dentro de casa.

"Eu fico com quem eu quiser"

Com relação a isso, além do que já foi falado, peço que leia a minha postagem sobre as maldições de quem gosta de ficar. Serve tanto para homens quanto para mulheres.

"Eu saio pra festas, curto baladas e não to nem aí"

Sabe, um dia eu já fui a festas, faz tempo. Eu gostava de ir às vezes dançar forró, faz tempo. E eu sempre ia com alguns amigos. E em nenhum momento nós pensávamos: "Hoje vamos encontrar o amor da nossa vida". Nós só queríamos saber de "ficar". Nesta época de imaturidade eu curtia estas coisas. Isso faz 10 anos.

Mas talvez você diga que não vai a baladas para encontrar um amor, que você vai para curtir.

Então eu quero que você interrompa a leitura deste artigo e leia um outro intitulado quem curte a vida encurta a vida. E veja exemplos de pessoas nos mais variados casos que gostavam de "curtir" e saiba o triste fim que tiveram.

"E sobre o Curso Intensivo para deixar de ser piriguete?"

O curso em si não era para se chamar assim. Ele foi colocado assim porque tinha o objetivo de chamar atenção, pois achávamos que íamos alcançar justamente estas mulheres que se consideram piriguetes. O curso ia se chamar "Curso como ser uma mulher de valor", mas não chamaria tanta atenção e nós queríamos, no caso deste curso, muita atenção. Queríamos que de fato mulheres que se consideram piriguetes vissem o curso e o acompanhassem. O foco não era trazer visitas apenas, era atrair justamente o público correto. Mas, com a repercussão do artigo em si, o site ganhou tantos acessos que tais artifícios não são mais necessários. A título de curiosidade, não sou eu quem escrevo o curso, é uma mulher.

"Na sua opinião o que é felicidade verdadeira?"

Felicidade verdadeira para mim é viver uma vida plena em todos os sentidos. É ter comportamentos agora que trazem resultados bons depois. É não ter do que se envergonhar e ter a consciência limpa. É saber que apesar das suas falhas, você se mantém de pé, de cabeça erguida. É ter uma vida sentimental estável e não sofrer por causa de ninguém. É ter saúde. É ter paz. É ter um equilíbrio em tudo que você faz. E principalmente é ter Deus dentro de si.

"Os valores das pessoas hoje estão tão distorcidos que dizer para uma mulher se respeitar, se valorizar, é desrespeitá-la."

De todos os comentários positivos deixados, este foi o único positivo que peguei para confirmar o que eu disse. É plausível entender o porquê estão me chamando de machista, mas não é possível que as próprias mulheres achem que ter liberdade de expressão é sair por aí ficando com todo mundo. Bato nesta tecla, pois de todos os comentários recebidos, o maior questionamento foi esse: o de que elas podem fazer o que quiserem sexualmente. E de fato podem.... Mas as consequências é que precisam ser pensadas antes.

E apesar das mais de 1 milhão de visualizações do artigo centro deste debate, nenhum dos comentários ousou dizer que eu estava errado quanto ao comportamento das meninas citadas na matérias filhos do funk, argumento que utilizei para introduzir o texto. Isso significa dizer que no fundo vocês sabem que uma mulher não deve se comportar de tal maneira.

Att,
Alan Ribeiro

*Você se sentiria feliz em compartilhar este artigo?

Somente clique no botão se
você nunca foi feliz no amor!